SOBRE

// COMPETÊNCIA // INICIATIVA // TRATAMENTO // EQUILÍBRIO

O CITRATE

O Citrate é o mais novo Centro Especializado em serviços de atenção à saúde em Salvador-BA. Oferece atendimento diferenciado na Fonoaudiologia com o Método Padovande Reorganização Neurofuncional como terapia fonoaudiológica e na Nutrição aliada aos benefícios oferecidos pela Auriculoterapia ao tratamento nutricional controlando a ansiedade, inibindo a compulsão alimentar, regulando
o sono, equilibrando a fisiologia do organismo e assim, consequentemente, contribuindo para um melhor resultado na dieta nutricional. Com dieta
e atendimento semanal para um melhor acompanhamento.

MISSÃO

Contribuir para a excelência na qualidade e aplicação de novos métodos e técnicas nos tratamentos propostos, otimizando-os, viabilizando soluções à saúde do paciente, aprimorando a evolução do mesmo, proporcionando-lhe, assim, realização e satisfação.

ORAÇÃO DE MICAEL

Antroposofia

Por Rudolf Steiner

FONOAUDIOLOGIA

Metodo Padovan

SOBRE O MÉTODO PADOVAN DE REORGANIZAÇÃO NEUROFUNCIONAL

CONTINUAR

O Método Padovan de Reorganização Neurofuncional, desenvolvido por Beatriz Padovan, é uma abordagem terapêutica que tem como objetivo trabalhar o paciente em sua plenitude tratando a pessoa e, assim, a patologia/alteração instalada. Com seus pilares na Antroposofia, ciência fundada pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner que traz o olhar do ser humano no seu todo, e nos ensinamentos de Temple Fay  (criador de uma abordagem de reabilitação do sistema nervoso chamada Reorganização Neurológica, na Filadélfia, o qual descrevia muito bem as fases do desenvolvimento neuro-psico-motor do homem), o Método Padovan traz como base ao tratamento a estimulação e maturação do Sistema Nervoso Central,por ser, o mesmo, o grande mediador e modulador das nossas atividades. Assim, em terapia, recapitula-se as fases neuro-evolutivas do desenvolvimento humano usadas como estratégia para habilitar ou reabilitar o Sistema Nervoso resgatando informações perdidas ou instalando as nunca adquiridas ou ainda otimizando o potencial de cada organismo, preparando-o para essa funções e capacidades específicas. Isso acontece através de exercícios corporais específicos que simulam essas etapas do neuro-desenvolvimento obedecendo e recapitulando a sequência desse desenvolvimento natural do ser humano até a aquisição do ”andar” (passando por suas respectivas etapas) reinformando esse Sistema Nervoso, estimulando-o.

Dando continuidade à informação e sua construção, são realizados exercícios para reeducar as Funções Reflexo-Vegetativas Orais (respiração, sucção, mastigação e deglutição) que preparam os movimentos da articulação da fala e dão base ao processo da comunicação humana e linguagem, consideradas, portanto, funções pré-linguísticas. Rítimo, estimulação visual e auditiva, o uso das mãos e sua riqueza de  articulações, coordenação e equilíbrio também são trabalhados integrando essa base do desenvolvimento. Um trabalho global! Esse trabalho global permite levar informação ao sistema 

maturando-o e, assim, também posturando e fortalecendo as estruturas orais: língua, lábios, bochechas, etc. Exercícios fonoaudiológicos específicos, a depender de cada caso e diagnóstico, são complementados. Assim, dinamicamente, através da estimulação e maturação de todo esse sistema, o processo de aquisição do Andar, Falar e Pensar é recapitulado e por este caminho, o indivíduo torna-se apto a cumprir o seu potencial genético adquirindo as suas capacidades de locomoção, linguagem e pensamento em suas queixas específicas. Este processo permitirá ao indivíduo alcançar um bom desempenho sensório motor, de fala, linguagem, psíquico e cognitivo.Aplica-se do bebê à terceira idade, em todas as faixas etárias e com resultados bastante satisfatórios!

“Aquele que segue o que a sábia natureza nos mostra
e ensina, tem menos chances de errar” 

Beatriz Padovan

Nutrição

NUTRIÇÃO

E OS BENEFíCIOS DA AURICULOTERAPIA

CONTINUAR

A auriculoterapia é uma terapia que consiste na estimulação com agulhas, sementes de mostarda, objetos metálicos ou magnéticos em pontos específicos da orelha para aliviar dores ou tratar diversos problemas físicos ou psicológicos, como ansiedade, enxaqueca, obesidade ou contraturas, por exemplo. Além disso, a auriculoterapia ajuda a diagnosticar e a prevenir algumas doenças através da observação dos pontos específicos da orelha que se encontram alterados.

A auriculoterapia também pode ser usada para emagrecer, pois certos pontos específicos da orelha responsáveis pelo intestino, estômago, retenção de líquidos, ansiedade, estresse, sono ou vontade de comer, por exemplo, são estimulados de forma que o organismo atue na perda de peso.

É importante que, aliada à auriculoterapia, o indivíduo faça uma dieta para emagrecer indicada por um nutricionista, de preferência, e pratique exercício físico regularmente.

Fonte: Tua Saúde

QUEM FAZ PARTE DO CENTRO

HEIVE ROCHA LEMOS

Fonoaudióloga, atuante na reabilitação com o Método Padovan de Reorganização Neurofuncional. Diretora do Citrate – Centro Integrado de Tratamento Especializado. Idealizadora e Organizadora do Fono Em Curso.

NOIALA ROCHA

Nutricionista formada pela Faculdade Integrada da Bahia, Gerente de Unidade em Alimentação e Nutrição, Especialista em Auriculoterapia aliando os benefícios dessa prática ao emagrecimento, uma vez que essa técnica ajuda a diminuir a ansiedade, a equilibrar a fisiologia do corpo e a diminuir a compulsão alimentar trazendo, assim, resultados mais satisfatórios na dieta nutricional. 

SERVIÇOS

// O QUE OFERECEMOS

FONOAUDIOLOGIA

O fonoaudiólogo é responsável pela promoção da saúde, prevenção, avaliação e diagnóstico, orientação, terapia (habilitação e reabilitação) e aperfeiçoamento dos aspectos fonoaudiológicos da função auditiva periférica e central, da função vestibular, da linguagem oral e escrita, da voz, da fluência, da articulação da fala e dos sistemas miofuncional, orofacial, cervical e de deglutição. Exerce também atividades de ensino, pesquisa e administrativas.

São alguns exemplos de especialidades: Audiologia, Voz, Fonoaudiologia Neurofuncional e Disfagia.

MAIS SERVIÇOS:
- Assessoria e Consultoria Escolar para Alunos e Professores
- Cerimonialista em Eventos de Área de Saúde ou Diversos


NUTRIÇÃO

Tratamento diferenciado com Auriculoterapia que ajuda a controlar a ansiedade, equilibrar a fisiologia do corpo e diminuir a compulsão alimentar. Com dieta e atendimento semanal para melhor acompanhamento. O serviço de nutrição no Citrate é voltado em especial para pacientes que tem necessidade de emagrecer (adultos, crianças e idosos). O excesso de peso desencadeia várias patologias, tanto metabólicas quanto físicas. O acompanhamento da nutrição é semanal junto com o tratamento da Auriculoterapia que é vista como um grande diferencial, pois possibilita diminuir a fome, aumentar o metabolismo, regular o intestino e controlar o estresse e a ansiedade. Ou seja, trabalhamos conjuntamente e o emagrecimento se processa de forma gradual e natural.

MAIS SERVIÇOS:
- Consultoria Nutricional na Área de Alimentos


PROJETOS E PARCERIAS

// ENCONTROS // PALESTRAS // CONVENÇÕES
Fono em Curso Fono em Curso
Citrate

Nutrição

PALESTRAS QUE O CITRATE PROMOVE

Saúde Vocal

Prevenção de doenças e desgastes da voz.

Método Padovan de Reorganização Neurofuncional

As etapas neuro-evolutivas do desenvolvimento natural do ser humano como estratégia de habilitação e reabilitação do sistema nervoso central no tratamento de distúrbios e alterações fonoaudiológicas resultando em um bom desempenho sensório-motor, de fala, linguagem, psíquico e cognitivo.

Autismo e o Método Padovan de Reorganização Neurofuncional

O desenvolvimento global do ser e o autista.

Os desafios da Microcefalia e o Método Padovan de Reorganização Neurofuncional

Os benefícios ao desenvolvimento do ser

Expansão de consciência utilizando o ThetaHealing

Empoderar o outro a co-criar sua própria realidade (propósito de vida X crenças limitantes).

PNL - Programação Neuro Linguística

Como atingir objetivos e resultados desejados através da programação ou reprogramação que fazemos das representações mentais da nossa realidade.

PERGUNTAS FREQUENTES

// TIRE AQUI AS SUAS PRINCIPAIS DÚVIDAS
SOBRE FONOAUDIOLOGIA E NUTRIÇÃO

FONOAUDIOLOGIA

Meu filho tem dislexia e percebo uma incoordenação muito grande com o corpo quando o vejo nas atividades de educação física, por exemplo. Existe alguma relação?

Sim. Crianças disléxicas geralmente não tem boa coordenação. Podemos entender isso melhor pela visão do Andar-Falar-Pensar. Somos um sistema de informação e a integração, formação, maturação e construção do nosso Sistema Nervoso Central está relacionado às fases naturais que passamos no início da vida com as etapas neuro-evolutivas do nosso desenvolvimento até a aquisição do “andar”. Atualmente, temos estudos indicando que um percentual considerável de gagos e disléxicos não engatinharam, ou seja, não houve essa informação na formação desse sistema ficando uma lacuna. Aqui já podemos pensar no corpo, na base motora do andar sem essa informação, logo isso atingirá o desenvolvimento da fala e da cognição (aprendizagem) uma vez que mexerá nessa estrutura: ANDAR-FALAR-PENSAR. A criança disléxica, incoordenada, normalmente não se ler no seu corpo. Quando ela chuta uma bola, ela não está chutando só com o pé, mas chuta com o corpo inteiro, o corpo não dissocia o movimento. Então, como exigir o desenvolvimento eficaz de algo tão mais fino, de movimentos tão mais refinados como a articulação dos fonemas compreendendo os músculos orais que envolvem cada som, por exemplo¿ Como exigir a motricidade fina do escrever, a decodificação do fonema na escrita, a compreensão complexa da leitura, se a base desse desenvolvimento para se chegar nessas etapas ficou comprometida lá atrás? É preciso voltar o olhar pra essa base e se trabalhar sobre ela inicialmente e também desenvolver as habilidades do aprender dessas crianças para que elas sintam prazer nisso. O caminho proposto pelo Método Padovan é o de trabalhar essa base, percorrendo um caminho que não na insistência da dificuldade do indivíduo, por isso não se usa inicialmente papel e caneta nessa proposta terapêutica com disléxicos. Não se pode exigir o que não se tem, existe um trabalho global e básico a ser atingido antes de exigirmos habilidades mais complexas. A base minha gente! Tudo está na base. Como tudo na vida que pede sustentação. Não esqueçamos!.. Lembrando que trago uma visão neurológica, dentre outras que envolvem a dislexia e suas causas. E que nem todo ser que não engatinhou será necessariamente disléxico. São relatos de possibilidades e estimativas comprovadas. Fica, assim, a reflexão.

O uso da chupeta é prejudicial ao bebê? É permitido usá-la para acalmá-lo? Por quanto tempo?

O uso da chupeta acalma sim o bebê porque o ato de sugá-la é um mecanismo associado à necessidade de satisfação afetiva e de segurança, que desperta um sentimento no bebê semelhante ao que ocorre quando ele mama no peito da mãe. Algumas crianças satisfazem suas necessidades de sucção apenas com o aleitamento materno ou levando o dedo e outros objetos à boca. Já outras precisam da chupeta, principalmente em situações de tensão, como quando sentem as famosas cólicas de recém-nascido. Nesses momentos, o objeto funciona como um verdadeiro calmante. A criança de zero a 2 anos tem uma necessidade inata de sugar. Por isso, a chupeta acalma e transmite prazer. É o que chamamos de fase oral, época em que a criança se apropria do mundo pela boca. O recomendado é que a chupeta não seja disponibilizada o tempo todo. É importante ficar atento à demanda da criança, sem oferecê-la a menos que o pequeno solicite, em momentos de sono ou de tensão emocional, exatamente para atender às necessidades de consolo, aconchego e acalento. O ideal seria remover gradualmente esse hábito até os 2 anos coincidindo com o fim da fase oral, onde a criança estaria inserida em outras atividades, outros interesses.Quanto mais cedo a chupeta for banida, maiores as chances de auto-correção de possíveis desarmonias nas arcadas dentárias devido ao uso do acessório. Uma forma de prevenir o uso prolongado da chupeta é amamentar exclusivamente durante os seis primeiros meses de vida. Se o acessório continuar a ser usado após a idade limite recomendada, pode provocar mudança na posição dos dentes e das arcadas dentárias. Além do problema estético, ocorrem dificuldades como alterações de mordida. A retirada precoce da chupeta é fundamental para evitar inúmeros malefícios, como prejuízos na mastigação, na deglutição e até mesmo na fala. O uso da chupeta afeta, ainda, a função respiratória, ocasionando, por vezes, respiração bucal com roncos e fadiga, que causam distúrbios de atenção e dificuldades no aprendizado. Pesquisas científicas mostram também que a chupeta facilita a migração de bactérias das secreções nasais para o ouvido médio, levando ao risco de otite média aguda. Que fique claro: nem toda criança que usa chupeta obrigatoriamente terá problemas para articular as palavras. E nem todos que desenvolvem esse tipo de distúrbio podem culpar a chupeta. Porém, quando esse recurso se torna freqüente, ele pode alterar a mordida – aí, sim, existe a possibilidade de a fala ser prejudicada. Para cada faixa etária, há um tamanho de bico recomendado. Ler as especificações na embalagem antes de comprar garante que a mamãe leve o modelo adequado à idade do seu bebê. Quanto ao formato do bico, a preferência deve ser sempre pelos ortodônticos, menos prejudiciais aos dentes. E sobre seu material, vale a pena pagar um pouco mais pela chupeta feita de silicone, já que o látex favorece um maior acúmulo de bactérias. Importante também escolher chupetas cuja parte que fica fora da boca seja anatômica e com algumas características especiais.

Com base nas informações do site: bebe.com.br

Como funciona o Teste da Orelhinha?

Um dos sentidos mais importantes para o desenvolvimento completo da criança é a audição. O bebê já escuta desde bem pequeno, antes mesmo de ser erguido pelo doutor em sua apresentação ao mundo. Isso acontece a partir do quinto mês de gestação, onde o bebê ouve os sons do corpo da mamãe e sua voz. É através da audição e da experiência que as crianças têm com os sons ainda na barriga da mãe que se inicia o desenvolvimento da linguagem. Qualquer perda na capacidade auditiva, mesmo que pequena, impede a criança de receber adequadamente as informações sonoras que são essenciais para a aquisição da linguagem. O Teste da Orelhinha ou Triagem Auditiva Neonatal (exame de Emissões Otoacústicas Evocadas) é realizado já no segundo ou terceiro dia de vida do bebê. Esse exame consiste na colocação de um fone acoplado a um computador na orelha do bebê que emite sons de fraca intensidade e recolhe as respostas que a orelha interna do bebê produz. O Teste da Orelhinha é realizado com o bebê dormindo, em sono natural, é indolor e não machuca, não precisa de picadas ou sangue do bebê, não tem contra-indicações e dura em torno de 10 minutos. O exame logo ao nascer é imprescindível para todos os bebês, principalmente àqueles que nascem com algum tipo de problema auditivo. Estudos indicam que um bebê que tenha um diagnóstico e intervenção fonoaudiológica até os seis meses de idade pode desenvolver linguagem muito próxima a de uma criança ouvinte.

Considerações do site: guiadobebe.uol.com.br

Por quê o gago não gagueja quando canta?

Ao cantar não precisamos pensar muito para interpretar uma música. A letra já está pronta bastando decorá-la para poder soltar a voz. Isso inibe o problema porque a gagueira costuma aparecer mais durante a fala espontânea, na hora de fornecer informações novas. O segundo fator é que, quando cantamos, usamos mais o hemisfério direito do cérebro, que concentra as habilidades artísticas, enquanto a fala está mais ligada ao hemisfério esquerdo. A ajuda do lado direito diminui as falhas que geram a gagueira.

Saúde Vocal - Atenção Profissionais da Voz!!

CUIDE DA SUA VOZ - A voz tem um papel fundamental na comunicação e no relacionamento humano. Alguns cuidados e procedimentos podem ser feitos para que se tenha uma voz mais saudável! Acreditamos que você pode diminuir alguns abusos vocais e isto ajudará você no seu tratamento de voz. Coloque este programa em um lugar de fácil visualização, consulte-o diariamente e procure seguir as recomendações e sugestões.

Recomendações:
- Beba água, regularmente, em pequenos goles, principalmente quando estiver fazendo uso profissional da voz. A água hidrata o organismo e favorece uma emissão vocal sem tensão.
- Mantenha uma alimentação saudável e regular. Isso ajuda a prevenir o refluxo, que é prejudicial à laringe e às pregas vocais.
- Evite achocolatados e derivados do leite, principalmente antes da utilização profissional da voz, pois estes aumentam a produção de secreção no trato vocal e dificultam a emissão.
- Enquanto estiver falando, mantenha a postura do corpo sempre ereta, no eixo, porém relaxada e livre de tensões (principalmente a cabeça).

Continue Lendo Aqui

NUTRIÇÃO

Quero mudar meu corpo! Como faço?

10 passos:

1) Faça atividade física.
2) Mude o hábito alimentar.
3) Controle a ansiedade.
4) Estabeleça metas.
5) Disciplina e organização.
6) Pare de enganar a si próprio “Amanhã eu começo”.
7) Substitua os alimentos.
8) Coma nos horários certos.
9) Diminua a quantidade de refeição ingerida.
10) Procure uma nutricionista

O que não deve fazer parte da minha alimentação?

Consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras saturadas, sódios e açúcares.

Sou muito ansiosa, não consigo emagrecer. O que faço?

Fisiologicamente quando o indivíduo está ansioso ou vive com ansiedade, o organismo libera cortisol pelo córtex supra-renal e a resposta é a transcrição de genes prejudiciais, provocando por exemplo o desejo por doces, carboidratos e compulsão alimentar. Existem excessos ou falta de alimentos que fazem piorar ou desencadear a ansiedade

DICAS DE SAÚDE

// INFORMAÇÕES SOBRE UMA MELHOR QUALIDADE DE VIDA

FONOAUDIOLOGIA

O chão é o palco do desenvolvimento!

A partir de mais ou menos 3 meses de vida a criança deve começa a ficar de bruços no chão para assim poder explorar o espaço a favor do seu desenvolvimento motor em direção ao andar. Assim, ela estará em constante treinamento para conquistar a sua verticalização se pondo contra a gravidade e se colocando em posição de equilíbrio diante o mundo espacial inserindo o seu organismo nele. Portanto, um processo muito complexo, em que se desenvolve toda a base para os processos posteriores da vida. Todos nós temos uma programação genética, isso é inerente ao ser humano. É preciso oferecer condições necessárias para que se aconteça o desenvolvimento natural onde a criança deve passar por todas as etapas neuro-evolutivas como: rolar, rastejar, engatinhar, sentar, agachar, levantar e andar. Nenhuma dessa etapas devem ser saltadas, pois isso pode trazer alterações inclusive de fala e linguagem futuramente, pois do andar inicia-se o falar e do falar, o pensar. Portanto, em vigilância, devemos trazer o chão para a vivência dessa criança, deixando-a a vontade para se conhecer e conhecer o mundo. Isso é saúde!

Em aquisição de linguagem, não reforçar repetições erradas!

Na aquisição da linguagem, quando a criança está aprendendo a falar, é comum os pais se agraciarem com a fala ainda em construção e repetirem as trocas dos fonemas ditos pelos filhos. Orientamos em repetir sempre da maneira correta, pois a criança precisa dessa estimulação auditiva adequada para o seu entendimento e posterior e natural correção. Importante também não chamar a tenção das crianças para disfluências mais severas. Não usar de expressões "fala devagar", "respira" e, também, não tratar a situação com graça ou repreensão para não inibí-la. Como sabemos, o ato de falar é complexo e em aquisição isso está em construção. Em aquisição de linguagem, a gagueira é considerada fisiológica, ou seja, natural. O ideal é esperarmos pacientemente o desenvolvimento daquela narrativa ir até o fim e depois interagirmos com a resposta adequada à ela.

Observe seu filho!

Apesar da cronologia e do que é considerado normal para a idade, observe atentamente às dificuldades apresentadas por eles. Ao sinal de uma dificuldade mais acentuada ou mais indagadora, o ideal é procurar um profissional para tirar dúvidas, receber orientações ou fazer uma avaliação. Um olhar atento de amor pode ajudar a prevenir muitos problemas. Fica a dica!

NUTRIÇÃO

Dicas de Alimentos Saudáveis

Baixe Aqui o PDF

DEPOIMENTOS

// VOCÊ FAZ PARTE DA NOSSA HISTÓRIA

Mãe:

"Sou Maísa, mãe da Sílvia. Sílvia apresentou uma disfunção na ATM aos 11 anos de idade. Sentia muita dor de cabeça, dificuldades de abrir e fechar a boca e muita dor na articulação envolvida. É paciente de doutor Roberto Azevedo, dentista, que indicou o tratamento com o Método Padovan e que aqui em Salvador é ministrado por doutora Heive descartando possibilidade de cirurgia. Eu recomendo muito o tratamento!
Minha filha não conseguia cantar mais, cantava duas música e já sentia muita dor. Hoje ela canta normalmente, não sente dores, não mais deslocou o maxilar, dores de cabeça são raras hoje em dia".

Filha:
"Eu sou Sílvia, doutora Heive me explicou todo o tratamento. Fizemos muitos exercícios envolvendo a língua, sucção, mastigação e que me ajudaram muito a rememorizar a forma como eu devia fazer e todo esse movimento que se relacionava com toda essa parte da minha boca. Não tenho mais os sintomas de dores de cabeça e os estalos ao abrir a boca também não tenho mais. Foi muito eficaz e especial pra mim!"

Paciente Ana Laura

"Ana Laura está com 1 ano e 2 meses e tem microcefalia detectada no oitavo mês de gestação. A neuropediatra dela, Adriana Matos, me indicou o Método Padovan. Sempre observei que Ana Laura não tinha muita atenção e concentração, não tinha também muita paciência e ela me disse que seria muito interessante ela fazer o tratamento com o Método e me deu o contato do Citrate. Tem três meses que ela está em tratamento e nesses três meses eu venho observando uma grande melhora em Ana Laura. Ela detestava ficar de bruços, era um tormento a parte da fisioterapia. Agora eu posso deixá-la o dia todo de bruços que ela fica! Está mais tranquila também, mais tolerante aos estímulos, coisa que ela não gostava muito. Ela emite mais sons hoje, está conseguindo se alimentar melhor, apresenta menos sensibilidade ao toque. Eu tenho visto só melhorias em apenas três meses de tratamento. Com certeza eu indico esse Método, eu tenho visto um resultado maravilhoso em Ana Laura no desenvolvimento, no comportamento dela. De todas as estimulações essa é, com certeza, a que eu mais indico!"

"Quando iniciei minha reeducação alimentar estava bastante animada, mas sabia que não seria fácil! Encontrei em Noiala uma pessoa maravilhosa e acolhedora e acima de tudo humana. A sua atenção semanal foi fundamental para todo o processo de emagrecimento.. não cheguei a atingir a meta, pois no meio do caminho engravidei. Contudo isso não foi empecilho, ao contrario, contribuiu e muito para ter uma gestação tranquila. Estou chegando ao 8º mês e só tenho a agradecer a essa pessoa encantadora. Muito obrigada!"

“Há dois meses dei início a uma reeducação alimentar com a nutricionista Noiala Rocha do Citrate. Estou muito satisfeita com o resultado e com o método que ela utiliza. Toda semana uma nova conquista, um novo cardápio, um novo estímulo! Profissional de luz! Gratidão!!”

Paciente Bruno

"Meu nome é Ana Luiza, sou mãe de Bruno, hoje com 8 anos. A gente conheceu o Método Padovan através da fonoaudióloga Heive que fez duas palestras na escolinha de ensino fundamental, na qual meu filho estudava. Já havia sido sinalizada através da escola algumas conotações vinculadas à trocas na fala e a preocupação de levar a falha oral para o desenvolvimento da escrita. Fui despertada pelo Método Padovan justamente pela proposta de uma assistência globalizada, sempre visualizei esse tipo de prática de uma forma muito singular e importante. Fizemos a avaliação aqui no Citrate e eu só vi evolução positiva durante o decorrer do tratamento. Foi uma evolução bastante significativa notada dentro do ambiente escolar e também no meio familiar e hoje meu filho tem um desenvolvimento articulatório de fala normal e está cursando o ensino fundamental com êxito tendo um grande desenvolvimento em relação a leitura. E não vem mais apresentando as alterações fonéticas que manifestava no início da infância. Eu estou aqui para dar o meu relato, a minha experiência com relação ao Método Padovan. Foi muito construtivo, foi muito eficiente. O trabalho de Heive é muito bom, ela é muito dedicada, muito competente, muito responsável, e não só com os pacientes, mas também muito acolhedora com relação a questão dos pais, da família. É um trabalho singular, é uma proposta inovadora aqui na cidade e eu acho extremamente válido está fazendo parte desse trabalho de divulgação do Método Padovan e do Citrate!"

CONTATO

// ENVIE UMA MENSAGEM

ACOMPANHE